Benvido ao antigo chuza. Esta web é de só lectura. Preme aquí para ires ao novo Chuza!
 
15votadas
pechado

O alcalde de Ribeira négase a cumprir a Lei de Memoria Histórica

Rexeita mudar o nome da rúa do alcalde franquista Miguel Rodríguez e promove a oposición veciñal através da Asociación de Amas de Casa, que respondeu: "fue uno de los mejores alcaldes que se recuerda en Riveira. Gran defensor del pueblo, llegando en su gobierno, a llamarse Ia "CIUDAD BLANCA", por lo que él se preocupaba de que luciese limpia y pintada". "El trastorno que ocasiona el cambio de nombre de una calle es evidente. Esa es una calle en la que vive mucha gente mayor, a la que le ocasiona un gran trastorno tener que cambiar..."

14votadas
pechado

Denuncia por "ofensa" á relixión unha comparsa na que uns lexionarios portaban a Ravachol crucificado

Un mozo pontevedrés denunciou por "ofensiva" a un dos grupos que participou no desfile de Entroido de Pontevedra ao entender que a súa representación é unha "ofensa contra los sentimientos de una confesión religiosa", en alusión á relixión católica. Os integrantes do grupo ían vestidos de militares da Lexión e 'portaban' ao loro Ravachol cruzificado, nunha parodia da procesión da Semana Santa de Málaga na que lexionarios do Terzo I da Lexión desfilan trasladando ao Cristo da Boa Morte. Levaron o segundo premio na categoría de grupos.

16votadas
pechado

Igreja do Monstro de Espaguete Voador recebe aval para realizar casamentos na Nova Zelândia

A Nova Zelândia deu sinal verde para a Igreja do Monstro Espaguete Voador realizar casamentos no país. Fieis da denominação religiosa se autointitulam 'pastafaris' e acreditam que o mundo foi criado por uma criatura alada feita de espaguete e almôndegas de carne. O aval das autoridades foi publicado no site do jornal official do governo neozelandês. "Nenhum juízo de valor é feito sobre a validade dessas crenças ou convições", afirmou Jeff Montgomery, notário-chefe do governo da Nova Zelândia.

39votadas
pechado

O Apalpador também triunfou no Ikea imaxe

Os clientes do estabelecimento da cadeia de móveis sueca na Corunha puderom escolher enviar os seus pedidos de presentes natalícios para a casa do Pai Natal na Lapónia ou para a casa do Apalpador no Courel. Na imagem, o endereço do Pai Natal na Lapónia e o do Apalpador no Courel. Essas foram as duas opções que apresentou o Ikea da Corunha, mais uma mostra da recuperação desta personagem tradicional do Natal na Galiza.

scontent-mad1-1.cdninstagram.com

13votadas
pechado

O Natal na Galiza: o Cepo, cachopo ou Tição de Natal, as Panjolinhas, o Lume Novo,...

Em dezembro a maior parte das culturas do mundo antigo celebravam a chegada do solstício de inverno (dia 21), a partir do qual a luz do sol medra e os dias mais longos revitalizam o campo e as colheitas. Nos celtas existia o costume, que foi muito comum em Lugo e Ponte-Vedra, chamado "das Velas do Natal", que deviam arder durante doze horas para trazer boa sorte. O "Cepo de Natal" era uma cepa grande de madeira boa, geralmente de carvalho, que se deitava ao lume da lareira para que ardesse toda a noite. Nalgumas comarcas fazia-se o Lume Novo.

20votadas
pechado

O Apalpador releva o Pai Natal nas Neves, Ponte-Areias e Salzeda de Caselas

Este ano, o Apalpador será o grande protagonista do Natal não só nas Neves (21 de dezembro às 12:00h), mas também em Salzeda de Caselas (mesmo dia às 19:00h) e Ponte-Areias (igualmente, mas às 17:00). Esta personagem tradicional do tempo natalício na Galiza chega da mano da Deputação provincial de Ponte-Vedra, através do programa 'Natal em galego'. No entanto, 'Os Bolechas' visitarão o Porrinho com o seu divertido espetáculo 'A máquina do tempo', o dia 26 de dezembro, às seis da tarde (18:00h).

20votadas
pechado

O Apalpador visita Poio dentro da programação do Natal

Des que na passada quinta-feira 4 de dezembro Poio acendeu a iluminação festiva, todos os lugares do município estão cheios de atividades lúdicas e culturais. Como novidade o Apalpador visitará a vila dentro da programação natalícia. Chegará o dia 23 de dezembro, às doze da manhã, ao Parque da Memória. A vila acrescenta assim a multidão de cidades, vilas e lugares da Galiza que estão a recuperar esta tradicional figura do Natal galego.

22votadas
pechado

J.L. Sucasas: Aí ven o Apalpador de castañas cuberto

O outro día andaba unha amiga feisbuquiana fedellando na internet, na procura de cousas para traballar o Nadal cos seus alumnos, e foi dar coa páxina da Coordinadora Galega de Equipos de Normalización e Dinamización da Lingua. Normal. Para a súa sorpresa, nos recursos de Nadal nesa páxina seica hai un apartado adicado ao Apalpador; e non queda aí a cousa, xa que no apartado de recursos didácticos, a metade deles son sobre esta personaxe. “E digo eu -pregúntase a amiga- tódolos desa Coordinadora son da mesma zona de Galicia?"

14votadas
pechado

O Apalpador chega ao Natal de Cangas

Cangas começa os preparativos para uma das festas mais especiais do ano e na que pequenos e maiores mostram a sua maior alegria. Este ano como novidade vai desenvolver-se durante três dias o ‘Festival Infantil’, que contará com importantes músicos que dirigem as suas peças ao público infantil. Aliás, outra das novidades que terão as festas em Cangas será a chegada do Apalpador ao município. Conta a tradição que este carvoeiro baixa a noite do 24 ou 31 de dezembro a tocar o ventre dos nenos e nenas para saber se comeram bem durante o ano.

9votadas
pechado

Meio milhão de euros por beatificação e casas em Roma a custo zero

Em Itália, saem hoje dois livros sobre o império financeiro do Vaticano. Gianluigi Nuzzi, que já tinha escrito sobre o Vatileaks, volta a abalar a Cúria. Todos os anos, o Vaticano publica as verbas angariadas, mas não indica o seu destino final. Segundo o jornalista, dos 53,2 milhões de euros obtidos em 2012, 35,7 milhões foram para a Cúria Romana, 6,3 milhões foram guardados como fundos de reserva e apenas 11 milhões foram, efetivamente, empregues na ajuda aos mais desfavorecidos.

15votadas
pechado

IDG: Bom Ano Novo neste Magusto de cheia!!

Na mágica noite do dia de hoje, no trânsito do 31 de Outubro ao 1 de Novembro, inauguramos o Ano Novo celta. Bem-vindos e bem-vindas à Noite de Magusto e o seu cheiro a castanha assada, dos sorridentes Calacús, dos Defuntos que nos falam, do gaélico Samhain, ou mesmo de Halloween para que toda a gente entenda. É a noite quando acabam de abrir de vez as portas do Além (Sídhe) para durante esta temporada podermos finalmente comunicar sem eivas com os que não estão graças aos corvos de Reva, que voam alegres e à vontade.

10votadas
pechado

Halloween transmontano em Vilar de Perdizes

A aldeia de Vilar de Perdizes, em Montalegre, celebra o Halloween no sábado, um evento que atrai cada vez mais visitantes que se transformam em "bruxas, diabos e mafarricos" e procuram o esconjuro do padre Fontes. O sacerdote católico é mesmo a principal atração desta noite de 'Halloween', pois é a ele que faz a tradicional queimada, um licor à base de aguardente, canela e maçã com efeitos, que é capaz de "esconjurar todos os males". No sábado, os moradores da aldeia decoram as suas casas e estabelecimentos comerciais com abóboras iluminadas.

11votadas
pechado

Indiano é linchado após boato de que consumia carne bovina

Mohammad Akhlaq foi chutado e apedrejado por um grupo de homens; abate de vacas, bezerros e touros é proibido em vários Estados; animais são 'sagrados' na religião hindu.

11votadas
pechado

A televisión castelá convida* persoal a unha xura de bandeira [cas]

O auto de fé contén o seguinte texto : “los responsables del Regimiento de Transmisiones 22, situado junto a la sede de RTVE en Prado del Rey, invitan a los empleados de la Corporación al acto de Jura o Promesa ante la Bandera de España para personal civil que tendrá lugar el próximo 31 de octubre, a las 11 horas, en el Acuartelamiento ‘Capitán Sevillano’, Avenida de Radiotelevisión, 6, Pozuelo de Alarcón (Madrid).”

15votadas
pechado

As peculiares doenças femininas do século XIX

Cada vez que uma mulher se queixava de vertigens, dores de cabeça ou joelhos, era certo e sabido que saía do consultório com um terrível diagnóstico: deslocamento interno do útero. A doença provocava também sonolência, arritmias e até a morte, diziam os médicos do século XIX. Mas havia solução: colocar sais aromáticos na vagina era uma boa alternativa. Mas a mais eficaz era apenas uma: engravidar, e se lutasse pelo direito de votar, era internada no manicómio como louca..

« anterior12345...27» seguinte

Chuza