Benvido ao antigo chuza. Esta web é de só lectura. Preme aquí para ires ao novo Chuza!
 
19votadas
pechado

Teresa Moure ou o jeito galeguíssimo de ganhar o espaço lusófono, com a sua personalíssima Ostrácia

Na quarta-feira, 16 de março, às 19h00, no espaço que tem a livraria Letra Livre na Galeria Zé dos Bois, no Bairro Alto, será realizado o lançamento de Ostrácia, uma obra fascinante em que se misturam a vida da revolucionária Inessa Armand, injustamente reduzida na história oficial a ser a “amante de Lenine”, e a reflexão sobre a condição da mulher-escritora. Apresentam o ato Isaac Lourido, do Centro de Estudos Galegos, e o escritor Igor Lugris. A escritora falará da literatura galega como produto cultural subversivo e da experiência de escreve

10votadas
pechado

Asociación galega de estudos en Banda Deseñada

Na Galiza seguimos a movernos, para acadar espazos importantes para un serctor no que somos unha potencia, a BD, e traemos aquí unha iniciativa ben necesaria e aberta a todas. Mañán venres na libraría Linda Rama de Coruña, ás 20:30 teremos a primeira reunión para a creación dunha “Asociación galega de estudos en Banda Deseñada”. Hai unha convocatoria no facebook cunha aproximación dos estatutos por si queredes ler e aportar.

16votadas
pechado

Descobertos textos inéditos de Fernando Pessoa

O conjunto, composto por dois mil documentos, foi encontrado no mês de julho, numa garagem da casa onde Pessoa, considerado um dos maiores e melhores poetas portugueses de sempre, viveu na infância. No entanto, a descoberta foi tratada com muita discrição, até porque há muito ainda por comprovar. Mas a história foi agora revelada pelo jornal brasileiro Folha de S. Paulo, que publica parte desse material

7votadas
pechado

Enquisa do estado da bd galega

Os toliños da BD adoitamos supoñer que as cousas son de tal xeito ou de tal outro, mais temos momentos de iluminación (ou delirio) nos que chegamos a conclusións tan evidentes coma que se queremos saber a opinión da xente que le BD, o mellor e preguntar. Así que preparamos unha enquisa para ter unha visión verdadeira do sector.

23votadas
pechado

Teresa Moure: «Uma autora que abandona a literatura oficial para se situar nas margens não é amável»

Ostrácia (Através Editora, 2015) é a mais recente obra da escritora Teresa Moure. A protagonista de Ostrácia é a revolucionária bolchevique Inessa Armand (1874-1920), russa de origem francesa. Após o seu matrimónio com um proprietário rural da alta burguesia com quem teve quatro filhos, subverteu todas as normas da sua sociedade ao se juntar aos 28 anos com o seu cunhado, de 17, com quem tem o quinto. Lutadora incansável, feminista, é enviada ao pior dos ostracismos, o Ártico, porque na sua casa se celebravam reuniões anti-czaristas.

25votadas
pechado

O galego Alexandre Brea forma parte da antologia lusófona ‘Emergente’

Da selecção do júri, saíram vencedores 12 jovens poetas: Alexandre Brea Rodríguez, da Galiza; Ana Cunha, Ariana Rupp, David Erlich, Diogo Godinho, Eduarda Barata, Iago Vendrell, João Paulo Coelho e Margarida Gordon, de Portugal; Rodrigo Domit e Vanessa C. Rodrigues, do Brasil; e Kussu Kappo, de Angola. Além de Samuel Pimenta, constituíram o júri, nesta edição, João Batista, editor da Livros de Ontem, e Ana Paula Tavares, escritora angolana que, nos últimos anos, tem integrado, também, o júri que atribui o Prémio José Saramago.

12votadas
pechado

Porto, 'naçom' de falares

1735 curiosidades, palavras e expressões do calão tripeiro, recolhidas pelo jornalista Alfredo Mendes, no livro Porto, naçom de falares, já em 2ª edição, aumentada (Âncora Editora). O livro de Alfredo Mendes é habitado por falares bairristas e, nalguns casos, regionais, que representam «a essência da identidade, a personificação da diversidade, a riqueza lexical e a própria estrutura sintática da língua portuguesa». A obra inclui igualmente um subcapítulo com algumas bem conhecidas expressões da cidade que se proclama «uma naçom».

13votadas
pechado

Já à venda os ‘Diários’ de Carlos Calvo Varela

Os textos que Carlos Calvo nos entrega neste livro som como estouros de estalitroques. É desses livros que ajudam, assistem, colaboram e facilitam a vida porque a explicam. Talvez haja quem pense que todos os livros ajudam, mas o de Carlos Calvo tem a raiz na generosidade de quem participa ativamente com as suas palavras neste projeto que queremos transformar e chamamos Galiza, Mundo, Vida. Porque Carlos é um ativista e, apesar de que queiram desativá-lo entre as quatro paredes dumha prisom espanhola, dinamiza, ativa, participa e transforma.

16votadas
pechado

‘Ostrácia’ e ‘seique’ entre os dez romances em galego mais vendidos em outubro

Dous títulos da Através Editora, Ostrácia (da autoria de Teresa Moure) e seique (de Susana Sánchez Arins) aparecem entre os dez romances em galego mais vendidos no mês de outubro. Assim o recolhe o blogue 'Caderno da Crítica' [ cadernodacritica.wordpress.com/2015/11/01/taboleiro-do-libro-galego-xx/ ], de Ramón Nicolás, que cada mês publica um tabuleiro do livro galego com as obras mais vendidas segundo os dados que fornecem as livrarias colaboradoras.

14votadas
pechado

Mário Herrero vence certame de poesia erótica Ilhas Sissargas

O corunhês Mário Herrero ganhou o prémio de poesia erótica Ilhas Sissargas na ediçom correspondente ao ano 2015. A razão do perverso (Ajuste de contas) foi a obra premiada polo júri dentre doze propostas. Este poemário, que sairá publicado em papel em novembro de 2016, é a concreçom de umha ideia que o autor vinha madurando havia muito tempo já, «talvez vinte anos». Contudo, o processo criativo foi rápido, «saiu de carreira», afirma o premiado em declarações para o PGL.

10votadas
pechado

Os Xerais para todos os públicos

Os tres títulos premiados nos Xerais 2015 chegan ás librarías, De remate de Héctor Cajaraville, premio Xerais de Novela; Europa Express de Andrea Maceiras, premio Jules Verne de literatura xuvenil e Nena e o mar de Érica Esmorís, premio Merlín de Literatura Infantil. Os tres títulos presentaranse durante o mes de novembro e o autor e as autoras participarán nas conversas literarias de Culturgal.

Do 21/10/2015 ata o 07/11/2015
11votadas
pechado

Um bom livro pra ler da prémio nobel deste ano Svetlana Aleksievitch: O Fim do Homem Soviético

Ao longo de 35 anos, Svetlana Aleksievitch tem escrito sobre a identidade russa, sobre o seu passado e futuro, e o ponto final é dado em O Fim do Homem Soviético – Um tempo de desencanto, livro vencedor do Prémio Médicis Ensaio, indicado pela revista Lire como Livro do Ano 2013 em França. Volvidas mais de duas décadas sobre a desagregação da URSS, o final feliz tão aguardado pela história mundial tem vindo a ser sucessivamente adiado. Enquanto no Ocidente ainda se recorda a era Gorbatchov, na Rússia há quem procure esquecer esse período e o

11votadas
pechado

Abren as portas as XXVII Xornadas de BD de Ourense

No marco das xornadas convocouse tamén a IV Edición do Certame Benito Losada de Banda Deseñada. O primeiro premio, dotado con 900 euros, foi para Victor L. Pinel e Alicia Jaraba Abellan por Pendulum, mentres o segundo foi tamén para Alicia Jaraba por Superheroes, polo que recibirá 300 euros. Ademais, recibiron mencións de honra Elisabet García Aires por Chéjov , Pablo A. Rosendo por s/título e Xulia Pisón por A única maneira. O premio ao mellor labor no campo da BD foi para o programa Metrópoles Delirantes.

Do 01/10/2015 ata o 31/10/2015
14votadas
pechado

Teresa Moure publica na rede o primeiro ‘capítulo’ do seu novo livro, ‘Ostrácia’

Ostrácia é o novo livro da escritora Teresa Moure e será publicado sob chancela da Através Editora. Esta obra ainda não está disponível nem para assinantes do Através Clube nem tampouco nas livrarias, mas não demorará. Contudo, todas as pessoas interessadas podem já entrar e dar uma olhadela no sítio web dedicado ao livro. De maneira análoga ao experimentado com Politicamente Incorreta, o espaço virtual funciona como uma espécie de primeiro capítulo, como avanço do que está por chegar ao papel [ atraves-editora.com/ostracia/ ].

13votadas
pechado

Biblioteca Joanina gasta fortuna para não deixar os livros morrer

Quem salva as joias da casa dourada da Universidade de Coimbra? Na Biblioteca Joanina (e na casa-forte da Biblioteca Geral) guardam-se obras raríssimas do século XII à atualidade. Esta é uma viagem pelo trabalho de ourives de quem as conserva e restaura e pelas dificuldades que enfrenta para proteger o seu bem mais precioso, o livro.

« anterior12345...27» seguinte

Chuza